A Internet veio como a maior revolução que o mundo já viu na forma das pessoas se
relacionarem, tanto social quanto profissionalmente.

Na verdade, hoje em dia, podemos dizer que as redes sociais são espaço tão ou mais
explorados comercialmente que os sites e blogs de venda. E sabemos o quanto é importante,
acima de tudo, valorizar os relacionamentos dentro dos espaços de negócios, atraindo e
engajando os possíveis clientes.

É um mundo de reais, muitas e infinitas possibilidades, basta usar a criatividade e muita
pesquisa e informação.

Até setores de mercado mais tradicionais e sempre reativos à tecnologia hoje conseguem ver o
grande ganho de faturamento e lucro quando seus produtos estão expostos nesta que é a
maior vitrine do planeta.

Milhões de pessoas, todos os dias, entendem isto e não querem outra forma de se relacionar e
fazer negócios. E você, quer empreender na Internet? Temos X dicas de sucesso e acredite, este
número é bem maior.

1. Venda de tudo numa Loja Virtual

E tudo neste caso não é exagero. Há alguns anos, a gente imaginaria a venda de carros na
Internet? Aquele negócio que precisa muito do olhar do comprador?

Certamente, ver o carro de perto ainda é uma exigência, especialmente usado. Porém, os
consumidores já preferem pesquisar sentados na sala de casa, olhando a reputação das lojas,
sem horas na rua visitando lojas e podem visitar somente o que for muito atraente.

Numa Loja Virtual é possível oferecer seus produtos, dos mais variados estilos, com
ferramentas muito simples de marketing digital e e-commerce. Certamente você tem:

  • Um negócio físico que pode expandir mercado rapidamente através da internet.
  • Ótimas ideias de produtos que podem fabricar em casa e vender online.
  • Ideias de produtos que pode comprar e revender, como os importados (de que
    falaremos mais à frente).
  • Seja qual for o nicho e formato da sua ideia, uma Loja Virtual tem um alcance que uma loja
    física com propaganda demoraria muito mais para conseguir.

2. Marketplaces

É uma ótima opção para quem prefere não investir num site pessoal e pode contar com um
grande público que já circula nestas plataformas.

Temos as mais abrangentes, como o Mercado Livre e a OLX, onde é possível vender de tudo (e
acredite, já vendi coisas inacreditáveis), algumas de nicho como a Enjoei, bem focada em moda.
E são sites que sempre criam mecanismos de facilidade com segurança, nas formas de pesquisa
de reputação, pagamento e remessa.

3. Vendas de produtos digitais

São os chamados infoprodutos. Você pode usar as suas habilidades profissionais para vender
produtos de ensino: ebooks, webaulas, cursos online.

Você pode oferecer um destes produtos gratuitamente e com uma bela estratégia de
marketing digital, ter um público que se interesse por um produto maior e pago. Além disto,
este negócio é uma ótima alavanca para vendas de serviços e produtos.

Você compartilha conhecimento, as pessoas têm muito interesse em receber para evoluir
pessoalmente e nos negócios. Um jogo onde todos ganham.

Conheça também o Bruno Medeiros, ele tem um blog e fala muito sobre como ganhar dinheiro na internet, principalmente com venda de produtos digitais.

4. Ser freelancer

Aqui você pode oferecer diversos serviços de alta especialização, através de um site pessoal, e
formar uma audiência com conteúdos envolventes e um público cativo.

Fotógrafos, tradutores, revisores, assistentes virtuais, contadores, professores particulares.
Tudo é possível, a um custo baixo de investimento e o melhor: trabalhando de casa.

Podemos ver que esta opção tem muita ligação com o item anterior. Ou seja, você pode vender
conhecimento em Infoprodutos para quem quer fazer sozinho e eles podem expor a sua
capacidade profissional para serviços contratados.

5. Vendas de importados

Este é um nicho que sempre cresce, independente da situação econômica.
As pessoas continuam consumindo, e os produtos importados tornam-se mais atraentes, pela
variedade, os preços melhores e de qualidade muitas vezes superior aos itens nacionais.

Mas as pessoas ainda têm receios – naturais – de negociar com empresas fora do Brasil,
principalmente por causa da língua. Você pode montar um negócio bastante promissor na
compra e venda destes produtos, de todos os segmentos.

O importante é investir – e não são altos valores – em um belo site, atraente e com
ferramentas de e-commerce, estratégias certeiras de marketing digital e um Curso de
Importação diferenciado, como o Academia do importador.

Ele vai fornecer a você todo o conhecimento específico para negociar com fornecedores no
exterior com segurança e obter a melhor relação custo/benefício nas suas compras.
E isto vai se traduzir em vendas melhores.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *